Real Bodies

16 junho, 2017

- Without Facetune -
- Sem Facetune - 

Recently we have seen a trend in advertising campaigns and magazines which include "real bodies" with curves and even with cellulite. At the same time, we have seen a growing promotion of healthier habits. Personally, I do not love every inch of my body but I know what I can do to make it better and how to be happier and more comfortable with my silhouette. I am aware of my cellulite, my extra belly fat and of all the slices of chorizo I shouldn't eat.

I think you are the first person who has to like your body. I like to look in the mirror and to like what I see - which is not happening at the moment when I'm undressed so I need to take action. The reflection in the mirror is also the reflection of the photographs. I confess that I used Facetune to smooth out my cellulite, both in Thailand and in Cuba. I don't narrow my waist, I don't reduce my thighs and I even don't change my bird's nose, because after all, I have a real body, I'm not a supermodel and I like almost all my curves. Was it really necessary? No, but that's how I feel more comfortable when I share my pics with you. In real life, the cellulite and some belly fat continues here. But the good part is that I know how to get there, or at least improve my confidence and I'm surrounded by amazing inspiration. I have to start running often and changing my food diet.

It is very easy to get a picture and change what we don't like but don't forget that above all, the most important thing is to feel good about yourself when you look in the mirror. And there my friends, there are no filters. I leave you with some before and after to see how the virtual change is small but the effort to get there in real life is pretty big. Let's see if on the next holidays the difference is smaller 😃

__


Recentemente temos visto uma tendência nas campanhas de publicidade e revistas de incluir "corpos reais”, com curvas e até com celulite. Paralelamente temos visto uma crescente promoção de hábitos mais saudáveis.

Pessoalmente, não amo cada centímetro do meu corpo mas sei o que posso fazer para o melhorar e como ficar mais feliz e confortável com a minha silhueta. Tenho consciência da minha celulite, das minhas gordurinhas extras e dos enchidos que não deveria comer.

Acho que vocês são as primeira pessoas que têm de gostar do vosso corpo. Gosto de me olhar ao espelho e gostar do que vejo - o que não está a acontecer quando estou despida por isso preciso de tomar medidas. O reflexo do espelho é também o reflexo das fotografias. Confesso que utilizei o Facetune para alisar a celulite, tanto aos fotografias da Tailândia como nas de Cuba. Não estreito a cintura, não reduzo coxas, nem mudo o meu nariz de Arara porque afinal tenho um corpo normal e não de super modelo e gosto de quase todas as minhas curvas. Se era mesmo necessário? Não, mas é assim que me sinto mais confortável. na verdade, era o que gostava de olhar ao espelho e ver. Na vida real a celulite e alguma gordura na barriga continuam aqui.  Mas a parte boa é que sei como lá chegar, ou pelo menos melhorar a minha confiança e estou rodeada de pessoas que me inspiram a dar o meu melhor. Tenho de começar a fazer mais corridas e mudar o meu plano alimentar.


É muito fácil chegar a uma foto e mudar o que não gostamos mas não se esqueçam que acima de tudo, o mais importante é sentirem-se bem convosco quando se olham ao espelho. E aí minhas amigas, não há filtros. Deixo-vos com alguns antes e depois para verem como a mudança virtual é pequena mas o esforço para lá chegar na vida real é bem grande. Vamos lá ver se nas próximas férias a diferença é mais pequena ðŸ˜ƒ





0 comentários :

Back to Top