Groom Wedding Expectations vs Reality

24 março, 2017

Coming to this, I had NO IDEA what I was getting myself into... I mean, really no idea what I wanted and even where to start - glad I had (at the time) my beautiful girlfriend, full of ideas and strategy - as you could see in previous wedding posts - going into this wedding planing thing. I had a few expectations instead... a few very skeptical expectations and others more positive.


- How will my wife look?
- It will feel so good to call her 'Wife'
- How will I look?
- Is everyone going to have fun?
- It's going to be a pain in the ass to plan
- Is someone or something going to ruin the whole thing?
- Really hard to plan from abroad.
- Very expensive wedding
- HONEYMOON!!!!!!

__

Para começar, eu não tinha ideia no que me estava a meter... Mesmo! Não tinha realmente nenhuma ideia concreta do que queria e até mesmo por onde começar - ainda bem que tinha (na altura) a minha rica namorada, cheia de ideias e estratégia - Como vocês puderam ver em outros artigos sobre o casamento - a planear esta coisa do casamento. Eu, por outro lado, tinha algumas expectativas... umas mais duvidosas e outras mais positivas.

- Como é que a esposa vai vestida?
- Vai saber tão bem chamá-la de "Mulher"
- Como é que eu vou vestido?
- Será que toda a gente se vai divertir?
- Vai ser muito difícil planear tudo...
- Alguém ou algo vai estragar tudo?
- Realmente difícil de planear do estrangeiro.
- Casamento muito caro
- LUA DE MEL!!!!!!



First thoughts / Primeiros pensamentos

As a man, there's a few things and expectations that run through your mind when first thinking about your wedding, and funny enough, almost all of them are related to your soon-to-be wife. How will she look? How will I react when I see her walk down the aisle for the first time? Knowing Marisa for 10 years as I have, and as you can see from all previous wedding related posts here i the blog, I knew she had been planing for this day since she was a little kid. So I knew whatever she went with - what type of dress, hair style, etc -  she'd look the most beautiful person I have ever seen in my entire life. And I tell you, it's no easy task standing there in front of the altar, and seeing your partner in crime walking towards you. You're going to feel every type of emotion - get chocked up, nervous, happy, shaky - just embrace all that, and let it all out in the form of a big smile so she knows it your eyes how beautiful she is.

Also, as a piece of advice, have someone you really trust - best man, close friend, sister or father -  standing by your side making small talk and cracking a few jokes as you wait for your wife to walk down the aisle, it'll make your life much easier.

Another expectation I had was: "It will feel so good to call her my wife." And it does! It's hard to explain, from a couple that already lives together and shared 10 years of their lives together, you would thing that not much will change when you get married... well, that's what I originally thought (I even got in trouble for saying that...), but the fact is: It will completely change the way you look to her. You start caring more. In small everyday things... you gain another respect for her. It's your... wife! And yes, it takes a bit getting used too... still to this day, a few months after getting married, we still crack a few Hubby / Wifey jokes. It still doesn't feel real sometimes.

__

Como homem, há algumas coisas e expectativas que passam pela tua cabeça quando começas a pensar sobre o teu casamento, e o que é engraçado é que, quase todas elas estão relacionados com a tua futura esposa. Como é que a ela vai vestida? Como vou reagir quando a vir caminhar para o altar pela primeira vez? Conhecendo a Marisa há 10 anos como eu a conheço, e como vocês já puderam ler nos posts anteriores do casamento aqui no blog, eu sabia que ela tem vindo a planear este dia desde que ela era uma criança. Então, eu sabia que fosse ela como fosse - independentemente do tipo de vestido, estilo de cabelo, etc - ela iria ser a pessoa mais bonita que eu já vi em toda a minha vida. E digo-vos uma coisa, não é tarefa fácil estar de pé ali em frente do altar, e ver a tua parceira no crime a caminhar na tua direção. Sentes todo o tipo de emoções - ficas chocado, nervoso, feliz, trêmulo - mas o melhor a fazer é reconhecer todas essas emoções, e deitar tudo cá para fora na forma de um grande sorriso, para que ela saiba nos teus olhos, como ela está linda.

Além disso, como um conselho, peçam a alguém de vossa confiança - o vosso padrinho, melhor amigo, irmã ou pai - para estar ao seu lado a fazer conversa e a mandar umas piadas enquanto esperam pela vossa esposa a caminhar para o altar, torna a tarefa muito mais fácil.

Outra expectativa que tive foi: "Vai saber tão bem poder finalmente chamá-la de minha esposa". E sabe mesmo! É difícil de explicar, para um casal que já vive junto como nós, e já partilhamos 10 anos das nossas vidas juntos, pensei que quando me casasse não iria mudar muita coisa... bem, isso era o que eu pensava originalmente (e já tive em maus lençóis por ter dito tal coisa...), mas o facto é: O casamento muda completamente a maneira como olhas para ela. Começas a preocupar-te mais. Em coisas pequenas do dia-a-dia... ganhas outro respeito por ela. No final de contas, é a tua ... mulher! E sim, é preciso um pouco de tempo para se habituarem... ainda hoje, alguns meses depois de nos casarmos, ainda mandamos umas piadas marido / mulher. Às vezes ainda não parece real.









How will I look? / Como é que eu vou vestido?


I made sure I saved 4 month before the wedding to find myself a suit. And yes ladies, the myth you might have heard - "A man has the same suit he uses for every occasion" - it's very true! Prom night, friend's weddings, job interviews, funerals, you name it!
Started of by going on a Pinterest spree, watching literally every Youtube video about men's style. I figured I'd inform myself a little bit, before coming into the first suit shop I could find and look like a tool, with no idea what I wanted. So, after a lot of hours of self-education Youtube, there it was... I was even more confused than ever! 

Now I knew about millions of ways to color-match your suit garmets, how you should match your leathers on your outfit, watch? do I need one? crap, now the belt was to be the same color... wait, what about suspenders? I hear the Brits call it "braces" here... Shirts! which colar type? Bib, no bib? Pant breaks... well, it depends on the type of shoes you'll have. Oh man... shoes! I have to get those too! Tie width should complement your suit lapel width, so everything is proportional. Or should I have a bowtie? So... many... choices!

So, I grabbed two of my good friends and went out on a shopping spree. 6 hours and 10 suits later, I had a rough idea what I liked and suited me better. Drank some well deserved coffee, took a few pictures, sent them out to my best man seeking for even more good needed advice. And in the end I went with a tailored Birdseye blue suit by Hardy Amies; a bib shirt by Hawes and Curtis to add a bit of texture; A pair of mahogany brown semi-brogue shoes by Loake and a matching watch; no belt - I believe if you have a tailored suit to our body, a belt just gets in the way; And to top it off, a flower print bowtie to add a bit of personality to the outfit by Mrs Bow Tie. I have to say, I never felt so comfortable and well dressed in my entire life, and it made rethink how I look at the clothes I wear on a day-today basis, quality-wise and style wise. It's going to need some work...


__

Certifiquei-me de guardar pelo menos uns 4 meses antes do casamento para encontrar um fato para o casório. E sim meninas, o mito que aposto que já ouviram - "um homem tem o mesmo fraque para todas as ocasiões" - é muito verdade! Noite do baile de finalistas, casamentos de amigos, entrevistas de emprego, funerais, tudo!
Então, começei por ir ao Pinterest, vi literalmente todos os vídeos do Youtube sobre "men's style". Pensei, que deveria primeiro informar-me o mínimo que fosse, antes de entrar pela primeira loja de fatos adentro e fazer figura de parvo, sem fazer a minima ideia do que queria. Então, depois de um monte de horas de auto-educação no YouTube... acabei por ficar a saber ainda menos! 

Fiquei a saber milhões de maneiras de combinar as cores das várias peças do fato, como se deve combinar as diferentes peças de couro, relógio? Preciso de um? Porra, agora o cinto tem que ser da mesma cor... mas espera, então e suspensórios? Acho que aqui os Britânicos chamam-lhe "braces"... Camisas! Que tipo de colarinho? Com babete, sem babete? Bainha das calças... bem, depende do tipo de sapatos que levarem. Eysh!... sapatos! Também tenho que comprar isso! A largura da gravata deve ser igual à largura da lapela do fato, para que tudo fique proporcional. Ou devo levar um laço? Tantas... escolhas!

Então, peguei em dois bons amigos e fomos às compras. 6 horas e 10 fatos mais tarde, tinha mais ou menos uma ideia do que eu gostava e do que me ficava melhor. Bebemos um bom merecido café, tiramos umas fotos, enviei-as para o meu padrinho à procura de ainda mais conselhos sábios. No final comprei um fato customizado azul Birdseye da Hardy Amies; Uma camisa com babete da Hawes and Curtis para adicionar uma certa textura; Um par de sapatos semi-brogue mahogany da Loake e um relógio a condizer; Sem cinto - eu acho que se vocês arranjarem um fato customizado à media no alfaiate, um cinto só vai estorvar; E como cereja no topo do bolo, um laço com padrão floral para adicionar um bocado da personalidade ao outfit pela Mrs Bow Tie. E tenho a dizer que, nunca me senti tão confortável e bem vestido em toda a minha vida. Fez-me repensar totalmente como hoje em dia olho para as roupas que uso no dia-a-dia, a nível de estilo e qualidade. Vou precisar de mudar umas coisinhas...










Wedding planning... / Planear o casamento


If you want to get into more detail how we planned the wedding per se, you can read Marisa's posts (links below) on how we chose our photographers/videographers, which decoration we went for, wedding stationary and website, etc...

Because for this section, things are going to get real. And please keep in mind that, normally, I'm a very positive person, always trying to think about the most positive outcome out of every situation and everyone.

But... but when you start to put everything you have to do for your wedding in a list, you kind of start freaking out, so these were my very real, honest expectations for the planning part of the wedding: "It's going to be a pain in the ass."; "it's going to take forever to plan"; "It's going to be very expensive."

And oh boy were these expectations real... Also, keep in mind that I'am one (if not THE MOST) disorganised and distracted person in this world. I probably change focus 5 times working on any task at hand, making it almost impossible to finish anything. Time based commitments? What are those? Unlike Marisa, I don't know what I'm going to be dressing everyday until 5 minutes before I walk out of the door. Lists and memo-books? I write what I have to do everyday on my hand - and the funny things is... I still accomplish nothing. I was in for a treat.

So, in sum, I knew this planning part of the wedding was going to be very hard for me. But I had the most ready girlfriend in the world to kick things off. And kick things off we did: we made lists, started saving money, cut down on a LOT of things, booked a lot of trips to Portugal, settled on a date, made more lists, saved some more money, crossed some things of those lists... you live this day-in day-out for several months and "the wedding" is the only thing you talk about between each other.

It can get really energy draining - I don't even know if I even told this to Marisa, but various times I imagined myself thinking: what else could I do with all this money we're spending? How many trips around the world would I be able to do? Hell, if I stopped working, how many days could I survive sitting my ass on the couch, living on the money we're spending on this wedding? Do we really need this big of a party? And then I quickly googled 'beach wedding' to cheer me up. A linen suit and sandals on your feet... really?! You grandfather wore shoes. Have some respect!

Piece of advice here: When possible Sneak in a few non-wedding related activities to do together to get your minds off of the wedding. There's always tomorrow, chill for now and get back at it after a photography exhibition, a walk in the park or a well-deserved bbq with friends.


__

Se quiserem saber detalhes mais concretos de como planeamos o casamento, podem ler os post anteriores da Marisa (links abaixo) sobre como escolhemos nossos fotógrafos / videografos, decoração, estacionário e site do casamento, etc...

Porque nesta secção, a realidade vai ser dura. Mas antes quero que saibam que, normalmente, eu sou uma pessoa muito positiva, espero sempre que possível, o resultado mais positivo de cada situação e de cada pessoa.

Quando vocês começam a escrever tudo o que têm que fazer para o vosso casamento numa lista, começam a enlouquecer, então estas foram as minhas expectativas muito reais e honestas para esta parte de planeamento do casamento: "Vai ser uma dor de cabeça."; "Vai demorar imenso tempo a planear tudo."; "Vai ser muito caro."

E oh! se estas expectativas não foram reais... Além disso, tenham noção que eu sou uma das pessoas (se não a pessoa mais) desorganizadas e distraídas neste mundo. Eu provavelmente mudo de foco 5 vezes a trabalhar numa tarefa, seja ela qual for; o que torna quase impossível terminar o que quer que seja. Compromissos a horas? O que é isso? Ao contrário da Marisa, não faço ideia o que vou vestir todos os dias até 5 minutos antes de sair da porta fora. Listas e agendas? Eu escrevo o que tenho que fazer todos os dias na minha mão - e o que é mais engraçado é... Eu concretizo muito pouco ou quase nada. Isto vai ser bonito, pensava eu na altura...

Então, resumindo, eu sabia que esta parte de planear o casamento ia ser muito difícil para mim. Mas tinha a namorada mais preparada do mundo para começar. E assim fizemos: fizemos listas, começámos a poupar dinheiro, cortamos em muitas coisas, reservamos muitas viagens a Portugal, estabelecemos uma data, fizemos mais listas, poupamos mais dinheiro, fizemos algumas coisas das listas... vivemos isto do casamento dia-sim dia-sim durante vários meses e "o casamento" era a única coisa que falávamos entre nós.

Chega a ser demais - eu nem sequer sei se disse isto à Marisa, mas várias vezes eu dava por mim a pensar: "Que mais podia eu fazer com todo este dinheiro que estamos a gastar para o casamento?"; "Quantas viagens à volta do mundo era capaz de fazer?"; E até mesmo: "Se eu parasse de trabalhar hoje, quantos dias era capaz de sobreviver de rabinho sentado no sofá, a viver só do dinheiro que estamos a gastar no casamento?"; "Precisamos mesmo de uma festa tão grande?" E então ia ao google e procurava "beach weddings" para me animar um bocado. Um fato de linho e sandálias nos pés... a sério ?! O teu avô usou sapatos no seu tempo. Tem algum respeito!

Um conselho: Sempre que possível tentem marcar em algumas actividades não relacionadas com o casamento para fazerem a dois, para espairecer e esquecer, nem que seja por breves momentos, o casamento. Têm sempre o amanhã, por agora relaxem e voltem à carga depois de uma exposição de fotografia, uma caminhada no parque ou um churrasquinho bem merecido com os amigos.







Don't overthink it / Não pensem demais


I live by these words, specially when we were going through the wedding planning. If something was an issue... don't overthink it: Cut it off the plan. Cancel it, there's probably a simpler way to do it. Sounds expensive, definitely cut it out! Too many things... Another free tip: The less things, the less expensive it gets and easier it is to plan.

Another way I saw myself overthinking things was when I had myself wondering what other people would think of the wedding: "Is everyone going to have fun?"; "How can I please everyone?"; "Gosh, is going to be all eyes on us!"; Is there going to be someone/something ruining the whole thing?"

It's such a big and important day in your life that you want everything to be perfect. Marisa is used to do this kinds of things - her family is really close, very welcoming, always having people around the house. the perfect hosts! On the other hand, my side of the family is more traditional. Same birthday parties, same place, same people, we don't like to do things too different from what we already know... So I just wanted everyone to feel at home and have a good time.

Again, I can't emphasize this enough. Don't overthink it.
People are there because they love you, that's why you invited them in the first place. So, final piece of advice: Don't stress it. Just make your first priority to have fun, enjoy the day with your newly wife or husband, have a glass or two and dance the night away.

Because in a few days, you'll have the best reward of all... HONEYMOON!

__

Faço destas palavras o meu lema, especialmente quando estávamos a passar a fase de planeamento do casamento. Se algo era um problema... não penses demais: Corta isso do plano. Cancela - provavelmente há uma maneira mais simples de o fazer. Parece caro - definitivamente corta isso do plano! Outra dica gratuita: Quanto menos coisas, menos caro fica e mais fácil é de planear.

Outra altura em que dava por mim a pensar demasiado era quando me perguntava o que as outras pessoas iam pensar do casamento: "Será que toda a gente se vai divertir?"; "Como posso agradar a todos?"; "Vamos ter todas as atenções em nós!"; "Alguém ou algo vai estragar tudo?"

A verdade é que num dia tão importante nas nossas vidas, nós queremos que tudo seja perfeito. A Marisa está habituada a  azer este tipo de coisas - a família dela é muito próxima, muito acolhedora, têm sempre convidados em casa. Os anfitriões perfeitos! No inverso da moeda, o meu lado da família é mais tradicional. As mesmas festas de aniversário, no mesmo sítio, com as mesmas pessoas, não gostamos de fazer as coisas muito diferentes do o que estamos acostumados... Então só queria que todos os convidados se sentissem em casa, e ainda mais importante, que se divertissem.

De novo, não posso deixar de realçar isto vezes sem conta. Não pensem demais!
As pessoas estão presentes no vosso dia porque vos amam, foi por isso que vocês as convidaram em primeiro lugar. Então, como último conselho: Não stressem. Basta fazerem a vossa prioridade nº1, divertirem-se à grande. Aproveitem o dia de recém-casados, bebam um copinho ou dois e dançem pela noite fora.

Porque em poucos dias, vocês vão ter a melhor recompensa de sempre ... LUA DE MEL!

0 comentários :

Back to Top