CUBA: Cienfuegos, Trinidad & Topes de Collantes | TRAVELLING

19 maio, 2017



When we booked our resort we were certain that we wouldn't spend the entire time between the pool, beach and bar. It is just not our nature and we love to explore the surroundings. It would be a waste of money to travel to Cuba and spend the entire time getting an amazing tan while drinking (not so amazing) cocktails. As we arrived we booked a two days excursion with Gaviota to discover Cienfuegos, Trinidad & Topes de Collantes.

Do you like tours? We always prefer to explore by ourselves but on the first days in a new country, we love to hear from the locals more about the country, the history and their thoughts about the current situation. Our guide, Javier, was really nice and he replied to all our questions and beyond. On a practical level, it was useful for us to understand many situations we went through during our holidays, like out of stock items in our resort. Besides that, we managed to visit a few cities on our list and hiked in the middle of the Cuban jungle.

__

Quando marcamos o resort em Varadero, sabíamos que não íamos passar as férias todas a fazer praia, piscina e a beber cocktails. Não é de todo o nosso género tendo em conta que adoramos explorar novas áreas. Seria um desperdício de dinheiro e tempo passar 14 dias no mesmo local. Por isso mal chegamos marcamos uma excursão de dois dias com a Gaviota para conhecermos Cienfuegos, Trinidad e Toppes de Collantes.

Vocês gostam de excursões? Nós sempre preferimos explorar a área por nós próprios e com o nosso tempo mas nos primeiros dias num país diferente, adoramos ter alguém local a contar-nos mais sobre a história do país, a visão deles e a situação actual. O nosso guia, Javier, era super simpático e respondeu a tudo o que queríamos saber e ainda nos contou mais coisas! Na prática, foram informações muito úteis para percebermos melhor certas situações que se passaram durante as férias, como nunca haver um menu completo em nenhum restaurante que visitamos. Além disso, tivemos a oportunidade de conhecer algumas cidades que já estavam na nossa lista e caminhar pelo meio da selva cubana.


1 - Cienfuegos & Trinidad


On the first day, we drove to Cienfuegos, "The Pearl of the South" and the only city in all Cuba colonized by the French. It was a quick stop (we also shot this look) so we didn't explore a lot, we spoke with a few locals but they weren't very open to tourists. After lunch at a Natural Park, we headed to Trinidad. 

Trinidad is one of the best-well-preserved cities from the 1500s in the Caribbean and it is protected by UNESCO. Here the people don't miss a chance for a chat or a dance with a tourist. In Trindad, you leave the Cuba Libres and Mojitos to the side and you drink Canchánchara, a refreshing local rum cocktail. It was my favorite city in Cuba.

__

No primeiro dia, saimos do hotel em direcção a Cienfuegos, "A Pérola do Sul", e a única cidade cubana a ter sido colonizados pelos franceses. Fizemos uma paragem rápida de 30 minutos (ainda fotografamos este look) por isso não exploramos muito mais que a praça principal e o caminho até ao mar. Depois do almoço no Parque Natural, seguimos para Trindad. 

Trindad é uma cidade nascida nos anos de 1500 e uma das melhores preservadas nas Caraíbas tendo em conta que é protegida pela UNESCO. Aqui os locais não perdem uma oportunidade para falar, ou até mesmo dançar, com os turistas. Em Trindad, as Cubas Livres e os Mojitos ficam para trás para dar lugar à Canchánchara, o cocktail local feito com rum e bem fresco. Foi a minha cidade cubana favorita! 













2  - Topes de Collantes & Santa Clara


The next morning a Russian off-road truck took us upwards into the mountains of the Guanayara Natural Park where we continued on foot for a hike (3 Cuban km = 4 Km, as they said). It was quite easy to reach El Rocio, a beautiful waterfall, which concludes with the Poza del Venado, featuring a natural pool in which visitors can swim and cool off.

After eating the best-roasted chicken ever at Casa de la Gallega, we went to pay a visit to Che Guevara memorial at Santa Clara. For me, it was very emotional due his leadership and history. At the entrance, 16 year old boys were guarding the monument and outside the citizens were getting ready for the 1st of May.

During our journey, and specially with this excursion, we could feel how lucky we are to live in Europe. How many things we take as guaranteed which, for them, are still a need. We can visit their country and help them but we can also learn a lot from their happiness and courage.

__

Na manhã seguinte seguimos num camião Russo até ao parque Natural de Guanayara onde iniciamos uma caminhada de 3km cubanos, 4 km dos nossos - como eles dizem. O percurso não é muito acidentado por isso foi relativamente fácil chegar à cascata El Rocio e terminar na Poza del Venado com um mergulho.

Depois de comermos um dos melhores frangos no forno de sempre na Casa da Gallega, fomos para o Memorial a Che Guevara, em Santa Clara. Fiquei um pouco emocionada com a visita tendo em conta a sua história, exemplo de liderança e ajuda aos outros. Facto curioso de terem um craavo vermelho em cada "sepultura".

Durante as férias, e em especial durante esta excursão, sentimo-nos muito sortudos em sermos europeus. A quantidade de coisas que temos como garantidas e para eles continuam a ser essenciais.  Podemos visitar Cuba e ajudá-los, mas acreditem que também temos muito a aprender com a coragem e forma feliz de levarem a vida.










Continuar a ler  |  Read more

Cienfuegos, Cuba | Look

17 maio, 2017



During our stay in Varadero, we went on a two-day excursion to the Cuban jungle whilst trying to avoid very touristy places. Packing smart was mandatory.  The high temperatures helped to only take a few (small and light) pieces with me.

The key-piece for both days were these new denim shorts from River Island. Everyone that doesn't have a super model figure knows how hard it is to find the perfect shorts so after trying several pairs, I fell in love with these ones. Denim Shorts goes almost with all summer tops and I wore them several times during this trip.

To visit Cienfuegos, I decided to pair it with an old white shirt and with some accessories to give the outfit a funnier touch. Probably you have been seeing bandanas everywhere, in fact I'm lucky to still have mine from when I was a kid and I couldn't resist to tie it up on my shorts and add the look a bit more colour. After all we were in Cuba!

__

Durante a nossa estadia em Varadero, fizemos uma excursão de dois dias até á selva cubana para tentar evitar apenas visitar sítios muito turísticos. Tínhamos uma mala para os dois por isso tinha de descomplicar.  As temperaturas altas também ajudaram a que fosse bem fácil levar apenas as peças essenciais.

A peça-chave para o fim-de-semana foram estes calções de ganga  da River Island. Toda a gente que não tem um um corpo de super modelo sabe como é difícil encontrarmos uns calções em que nos sintamos confortáveis por isso experimentei vários até encontrar este par. Os calções de ganga são uma peça que combinam praticamente com todas as partes de cima de verão por isso usei-os bastante durante estas férias.

Para visitar Cienfuegos, decidi conjuga-los com uma t-shirt branca já bastante antiga e com alguns acessórios para tornar o look mais interessante. Provavelmente já viram bandanas um pouco por toda a parte, eu na verdade tenho sorte em ainda ter as minhas de quando era criança e não resisti a atá-la aos calções para adicionar um pouco mais de cor ao visual. Afinal estávamos em Cuba e cor era a palavra de ordem!




 


Denim Shorts  . River Island  |  T-shirt  . Pull & Bear  |  Belt  Cinto . Primark

Continuar a ler  |  Read more

Cuba, Varadero| TRAVELLING

15 maio, 2017



After two weeks we are back to work, to London's happy weather and to easy assess to wi-fi. Hello world, hello dear followers! I won't even try to lie, I tried to share some photos with you, but it was quite a challenge in Cuban land. I still managed to upgrade my Instagram feed, but Instastories was almost impossible! I ended up giving up and enjoying the Cuban rhythms instead of the magic of the Internet.

Initially, we were only thinking about going away for 7 days, but in the end we stayed 14 and I would have stayed 7 days more exploring Cuba. We stayed most of the time in an all-inclusive resort in Varadero (our first all-inclusive experience) and from there we traveled to other Cuban cities.

What we liked most was undoubtedly the Cuban people - very educated, always willing to share stories and tips with you (in Havana it's a little different but I'll tell you about it later) - and the dancing! In Cuba, there is always, always background music. We love the rhythms, the sunshine and of course the cocktails! Mojitos, Cubas Libres, Daiquiris, ... I returned three days ago and I already miss it! In the luggage, I brought many photos, summer looks, and tips to share with you. Are you ready to travel to Cuba with me?

––


Ao fim de duas semanas voltamos ao trabalho, à chuva de Londres e à conexão fácil à Internet. Olá Mundo, olá queridos seguidores! Não vale a pena negar, tentei partilhar algumas fotografias convosco, mas era uma tarefa bastante complicada por terras cubanas. Ainda consegui actualizar o Instagram, mas o Instastories era quase impossível! Acabei por desistir e aproveitar os ritmos cubanos em vez dos encantos do online.  

Inicialmente estavámos apenas pensar ir 7 dias, depois mudamos para 14 e por mim tinha ficado mais 7 dias dias a explorar terras Cubanas. Ficamos alojados a maior parte do tempo num resort em Varadero, em regime de tudo incluído (a nossa primeira experiência em “tudo incluído") e de lá viajamos para outras cidades cubanas.


O que mais gostamos foi sem dúvida do povo cubano - muito educado, sempre dispostos a partilhar histórias e dicas convosco (em Havana é um pouco diferente mas falo-vos disso depois) - e a dança! Em Cuba há sempre, sempre música de fundo. Adoramos os ritmos, o calor e claro os cocktails! Mojitos, Cubas Livres, Daiquiris,… Voltei há três dias e já estou com saudades! Na bagagem trouxe muitas fotografias, looks de verão e dicas para partilhar convosco. Preparados para viajarem convosco até Cuba? 









Continuar a ler  |  Read more

Let's go to...

27 abril, 2017

CUBA!  😃


...Cuba! OMG! After this crazy start of the year, I can not wait to be in Cuba. To slow down, leave all the stress in London and get a tan. Looks like a dream but I have the ticket and the visa in my hand ready to go. Do you have some tips?

We will have limited access to wi-fi but I promise I will try to update my Instagram with some stories and pictures. I planed a few schedule post, but I didn’t manage to have the time. Let’s do a quick intermission on Thailand articles and enjoy some digital time off exploring Cuba. See you soon x


OMG! Depois deste início de ano louco, mal posso esperar por chegar a terras cubanas. Deixar o stress todo para trás e a apanhar sol de papo para o ar. Ainda nem me acredito! Têm algumas sugestões?

Vamos ter acesso limitado a Wi-Fi mas prometo que vou tentando actualizar p Instagram, fiquem de olho 🤗 Tinha pensando em deixar alguns artigos agendados mas entretanto não tive tempo. Vamos fazer uma breve pausa nos artigos da Tailândia e explorar muito bem Cuba. Até já *


1 & 4 . Zara  |  2 & 3 . H&M
4. River Island  |  5. Mahrla
Continuar a ler  |  Read more

3 days in Bangkok | Travelling

26 abril, 2017



1st day  |  District of Khao San Road.

When we arrived at our Hotel, Riva Surya, in Bangkok, around lunch time - it was so warm that the first thing we did was to take a shower and put some fresh clothes on. Despite how tired we were from the flights and the high temperatures, our desire to explore the city was bigger than to stay in the hotel’s pool. First we needed to grab lunch so we went to a restaurant nearby to finally try some Thay food. As our hotel was located near Khaosan Road, The Grand Palace and Wat Pho Temple, we decided to stay in that area for the day.

The Grand Palace was closed during our stay due to the ceremonies for the King Bhumibol Adulyadej who passed away 5 days before our arrival. We couldn't visit it but from outside we could see that it was magnificent. We decided to go to Wat Pho, a Temple just around the corner of the Grand Palace. But, on our way, it started raining and we needed to go back to our hotel. After a shower, the sun was out again so we enjoyed some free time by the pool, drinking cocktails and reading some magazines. At night we went to the main road again to have dinner and this time we ate noodles on the street - you just need to do it! So far, I believe it was one of our best meals in Bangkok.
__


Quando chegamos ao nosso hotel, o Riva Surya, em Banguecoque por volta da hora de almoço - estava tanto calor que a primeira coisa que fizemos mal chegamos ao quarto foi tomar um banho e vestir roupas mais frescas. Apesar de cansados do vôo longo e das altas temperaturas, a nossa vontade de ir explorar a cidade era maior que passar a tarde na piscina. Primeiro queríamos carregar energias com um almoço tipicamente tailandês por isso fomos a um restaurante perto do nosso hotel par experimentar a comida local. Como o hotel ficava perto de Khaosan Road, do Grand Palace e do templo Wat Pho, decidimos ficar por aquela área.

Durante toda a nossa estadia o Grand Palace esteve fechado para as cerimónias fúnebres do Rei Bhumibol Adulyadej, que faleceu cinco dias antes de chegarmos à cidade. Não entramos mas pela parte de fora conseguimos ver um pouco da sua magnificência. Decidimos ir até ao templo Was Pho que fica mesmo ao lado do Grand Palace. No entanto, começou a chover tanto que nñao tivemos outra solução que voltar para ao hotel. Após outro banho, o sol já tinha regressado e por isso aproveitamos o final da tarde pela piscina do hotel, a beber cocktails e a ler umas revistas. À noite , voltamos á rua principal para jantar e acabemos por comer noodles na rua - tipicamente tailandês! na verdade, acredito que foi a melhor refeição que fizemos em Banguecoque. 






2nd day  |  Wat Pho Temple & Sky Bar

After an hotel breakfast by the river, we headed to the Wat Pho Temple - known also as the Temple of the Reclining Buddha. On the streets, you couldn't see too many tourists around and Thai people were wearing black in the King's honor. The Temple is bigger than you can imagine and so I advise to go with some extra time.

Wat Pho is one of Bangkok's oldest temples and neither words or pictures are not enough to describe its beauty. I never had such a difficult time trying to capture a building like here - everything meticulously detailed, gold, precious. You need to be there to see it with your own eyes. No picture can fit the 15 m high and 46 m long reclining Buddha figure and capture all the beauty of the little tiles covering the "chedis" which contain the ashes of members of the royal family. It is impressive how much detail and meaning they put in its architecture.

We got the boat and we went to a different area for lunch, later we returned to have some drinks at the Sky Bar bar, it was featured in one of the Hangover movies and it is is the world’s highest open-air bar on the 64th floor of the State Tower. The cocktails are amazing but be ready to pay 5x times more than the ones you drink on the streets. At the end of the night, we got back to Khaosan Road to eat our noodles.

__

Depois de um pequeno-almoço à beira-rio, seguimos novamente para o Was Pho - também conhecido como o Templo do Budah reclinado. Pelas ruas não vamos muitos turistas e todos os tailandeses estavam a usar preto em sinal de respeito pelo Rei. O templo é muito maior do que aquilo que nós pensávamos por isso aconselho-vos a ir sem pressas. 

Wat Pho é um dos templos mais antigos de Banguecoque e nem fotos nem palavras podem descrever a sua beleza. Nunca tive tanta dificuldade em captar um edifício como neste templo - tudo era bastante minucioso, dourado e de grande dimensão. Precisam de lá ir para verem com os vossos olhos. Nenhuma fotografia consegue enquadrar a estátua de 15m x 46m do Buda reclinado e capturar a beleza dos mini-mosaicos que cobrem as “chedis” (urnas) com as cinzas dos membros da família real. É impressionante todo o cuidado e significado que eles dão a cada detalhe.

Apanhamos um barco e seguimos para uma área diferente de Banguecoque para almoçarmos, onde voltamos mais tarde para beber um copo ao final do dia no Sky Bar - bar famoso por ter aparecido num dos filmes da Ressaca e por ser o bar aberto mais alto do mundo. Os cocktails era muito bons mas cinco vezes mais caros do que aqueles que encontram pelas ruas da cidade. No final, voltamos a Khaosan Road para jantar mais um prato de noodles. 








3rd day  |  Coconut farm, Maeklong Railway Market, Floating Market & Tuk-Tuk

On our third day, we booked a private half-day excursion to visit a Coconut farm and to go see the Floating markets. Our guide was very nice and she spent the journey telling us more about Thai culture and history - I will totally recommend her and it is not so expensive as you may think.

After visiting the coconut farm, she had a surprise for us - visiting Maeklong Railway Market. On the Market, you will find fruit, fresh fish and seafood, fresh meat, vegetables, ... and a train which passes right in the middle of the market. It is hard to believe that a train can come trough the middle of the market. Once the bell rings announcing the train, the shop owners pull back the shop's awnings, to be replaced once the train has passed. It blew our minds! Then we went to the Floating Market where you are advised to negotiate everything you get before you buy it.

After lunch, we went to MBK - a shopping mall - but it wasn't our thing. We headed back to our hotel on a Tuk-Tuk - what an adventure! - but when you are in Thailand, you need to have that experience! For dinner, we headed to Asiatique - a shopping center where you will find restaurants and loads of shops to get souvenirs. We got back home quite early to pack our things and get ready for our early morning flight to Phuket.

__

No nosso terceiro dia, marcamos uma excursão privada de meio-dia para visitarmos uma plantação de cocos e um mercado flutuante. A nossa guia era super simpática e passou a viagem toda a falarmos sobre a história, cultura e curiosidades da Tailândia - aconselho-vos totalmente a fazer esta tour e acreditem que não é tão caro como podem estar a pensar. 

Depois de visitarmos a plantação de cocos, a nossa guia tinha uma surpresa para nós - visitar o mercado de Maeklong Railway. No mercado encontram à venda fruta, legumes, peixe, marisco e carne fresca,… e um comboio que passa mesmo pelo meio das bancas! Assim que o sino toca a anunciar a chegada do comboio, os comerciantes puxam os toldes e a banca para trás e voltam a colocar tudo no sitio assim que o comboio passa. Uma coisa incrível! depois seguimos para o mercado flutuante onde tudo o que compram tem que ser (bem) negociado. 

Depois de almoço, seguimos para o MBK, um centro comercial que toda a gente nos aconselhou mas que não gostamos muito. Regressamos ao hotel de Tuk-Tuk - que aventura!, mas claro que numa visita à Tailândia não pode faltar. Para jantar, fomos até ao Asiatique, outro centro comercial. com muita oferta de restauração e de lojinhas para comprarem recordações. Voltamos cedo para o hotel para prepararmos as malas para no dia seguinte voarmos até Phuket.  











Continuar a ler  |  Read more

Back to Top